EN / BR

Our History

 

In 2006, a antropóloga Lúcia Scalco iniciou sua pesquisa sobre inclusão digital no Morro da Cruz, através do Instituto Leonardo Murialdo. Nos seis anos seguintes, pesquisando o impacto de ter um computador em casa para pessoas de baixa renda, ela começou a frequentar a Associação Comunitária do Morro da Cruz, assessorando-a em diversas ações e projetos.

 

In 2013, iniciou uma pesquisa para o Ministério do Desenvolvimento Social sobre a política pública denominada Fome Zero. Algumas famílias do Beco das Pedras foram escolhidas para 

 

 

realizar uma etnografia e assim aprofundar o entendimento de como se alimentavam. No meio do trabalho, aconteceu um incêndio em uma casa de um informante, o que mobilizou os moradores do lugar e fez emergir vários problemas latentes: o direito à luz, acessibilidade, endereço, carteiro, lixo, etc.

Então, desde essa época, as pesquisas acadêmicas buscavam impactar o cotidiano da comunidade e organicamente um grupo de pessoas começava a se mobilizar – Coletivo – para o desenvolvimento de projetos sociais no Morro. 

 

 

No inverno de 2015, aconteceu o “Mutirão do Beco das Pedras”, uma ação em conjunto com a comunidade para melhorar a circulação na área. Nessas atividades, a presença das crianças foi notada e, ao invés de retiradas, a ideia foi inseri-las através da construção de um espaço para brincadeiras e atividades. Nascia a “ESKOLINHA” – projeto que foi se transformando e se profissionalizando durante os anos até se chamar Integração Social. 

 

Em 2019, o processo foi amadurecendo e sentimos a necessidade de nos formalizarmos como ONG para poder ter acesso a projetos financiados e receber as doações oficiais que nos possibilitariam oferecer um projeto sólido e permanente. Junto ao processo de formalização, aconteceu o que chamamos de “encontro das águas,” um efeito bonito e intenso, que é como descrevemos a nossa equipe e o encontro que ocorre entre seus membros. Nosso coletivo é formado por pessoas com diversas capacitações, profissionais já diplomados, universitários, técnicos, autodidatas, mas principalmente membros da comunidade, que trabalham e têm na própria instituição, um espaço de formação, resgate e oportunidade. 

 

Sempre com apoio psicológico à equipe e aos atendidos, pensamos que nosso diferencial começou a ser a forma artesanal como vamos tecendo os projetos, sempre escutando as necessidades que vimos nas famílias dos educandos e na comunidade como um todo. Então, nos anos seguintes, criamos mais três projetos que ocorrem paralelamente: o Construindo o Futuro (aulas para se preparar para o mercado de trabalho), o Janelas Abertas (inclusão digital) e o Morro de Amores (apoio a mães em vulnerabilidade). Para conhecer mais sobre cada um clique na aba O QUE FAZEMOS. 

Em 2020, iniciamos a reforma da Capela, que é a sede principal da ONG. É um espaço que irá se transformar em um CRC (Centro de Recondicionamento de Computadores) e um Centro Cultural. Nosso sonho é tornar esse espaço vivo, onde muitas pessoas possam se conectar, se desenvolver e terem suas vidas transformadas, mas devido à pandemia tivemos muitas dificuldades de seguir com esse plano. 

Durante os momentos difíceis que todos vivenciamos, decidimos manter os atendimentos, ainda que em menos horários, de forma que nunca paramos de trabalhar. Por conta disso, chegamos a ganhar o prêmio em Educação da Assembleia Legislativa em 2021. 

 

Vale ressaltar nossas ações assistenciais dentro da comunidade. Desde o início da nossa história sempre estivemos atentos à comunidade e, com a pandemia, entendemos que o momento pedia maior atenção às necessidades básicas. Com a ajuda de doadores, viemos entregando cestas básicas todos os meses desde então. Participamos de ações pelas caixas d’água, intermediação de doações de roupas e móveis e muito mais. Tudo isso com uma pequena equipe fixa, mas atuante!

 

Desejamos impactar a vida da comunidade, bem como de toda a sociedade, implicando pessoas, empresas e instituições ao nosso propósito. Mas temos muito pouco apoio financeiro e, por ser uma ONG ainda jovem, as dificuldades de conseguir editais são grandes. Contamos com a sua ajuda! Entre em contato conosco e veja formas de ajudar, clique na aba DOAR aqui do site ou ainda venha trabalhar conosco e ajudar nessa causa!

 

Seja parte da nossa história!